O que fazer em Berlim? – 9 destinos imperdíveis da capital!

O Que Fazer Em Berlim
Europa,

O que fazer em Berlim? – 9 destinos imperdíveis da capital!

O que fazer em Berlim? Quais são as principais atrações da cidade? A capital da Alemanha é uma cidade que foi ferida, destruída, reconstruída e se tornou a protagonista da história da Europa e do mundo nos últimos 60 anos.

Também famosa pelo muro que a dividia em duas partes, desde o pós-guerra até 1989, Berlim pôde reavaliar e redescobrir seus tesouros da história da humanidade, escondidos desse período tenebroso. Hoje Berlim também é conhecida como uma das capitais da música eletrônica, do design e da moda.

A reconstrução urbana permitiu que a cidade ressuscitasse com arquitetura vanguardista, embora ruínas góticas e do pós-guerra ainda sobrevivam. Se você está planejando uma visita à cidade alemã, aqui estão dicas sobre o que fazer em Berlim. Leia conosco e monte seu roteiro para não perder nada de importante. Vamos lá!

1. O Reichstag

O Reichstag
O Reichstag

Um dos símbolos da cidade e um destino imperdível de cada visita, este edifício relembra a queda do nazismo, e por isso é o primeiro de nossa lista sobre o que fazer em Berlim. É aqui que se encontra o parlamento alemão e, como quase todos os monumentos e edifícios de Berlim, guarda os testemunhos da Segunda Guerra Mundial.

Foi a partir de uma das janelas deste edifício que o nascimento da República Alemã foi proclamado em 1918. O palácio foi quase totalmente destruído por um incêndio em 1933. Após a queda do Muro, precisamente em 2 de outubro de 1990, a cerimônia oficial da Alemanha reunificada foi celebrada em seu interior.

Os corredores do Parlamento podem ser visitados gratuitamente contanto que você se registre online com alguns dias de antecedência.

2. A Parede

Em 9 de novembro de 1989, o infame Muro de Berlim foi demolido. Não foi apenas um fato material, mas também ideológico e político, como as divisões que se dividiram em duas, durante 18 anos, não só Berlim, mas toda a Alemanha. O Muro se estendia por 170 km e tinha 10 metros de altura, dividindo a parte americana e a soviética da cidade.

Era impossível cruzar a fronteira, como evidenciado pelas centenas de mortos que tentaram em vão. Até o momento, apenas 1 km de concreto permanece intacto na cidade.

Em 1990, para celebrar a reunificação da Alemanha, dezenas de artistas decoraram o Muro com murais e obras de arte, que mais tarde se tornaram famosos em todo o mundo. A parede cheia de murais é conhecida como Galeria do Lado Leste.

3. Checkpoint Charlie

O que fazer em Berlim? Visiter o Checkpoint Charlie. O Checkpoint Charlie é uma reconstrução puramente turística do verdadeiro local que permitiu a passagem de Berlim Oriental a Berlim Ocidental e vice-versa.

Assim que o Muro foi destruído, o Checkpoint Charlie também foi desmontado, mas os turistas ainda podem ser fotografados ao lado de um (falso) soldado soviético ou americano, respectivamente.

4. Portão de Brandemburgo

Portão De Brandemburgo
Portão de Brandemburgo

O Portão de Brandemburgo não poderia faltar em um conteúdo que fala o que fazer em Berlim. Outro símbolo de Berlim é o famoso Portão de Brandemburgo, emblema da divisão das duas Alemanhas na época da Guerra Fria. Uma vez que o Muro caiu, ele se tornou a imagem da nação mais uma vez unida.

5. A Catedral

A Catedral de Berlim está localizada a uma curta distância da Ilha dos Museus e data de 1904, resultado de uma reforma encomendada pelo Imperador Guilherme II. A atual catedral foi projetada para refletir adequadamente a grandeza da religião luterana, mas também o prestígio da dinastia real.

O edifício tem 114 metros de comprimento, 73 de largura e 116 de altura e no topo existe uma grande cúpula de cobre, decorada no interior com pinturas que retratam cenas do Novo Testamento e do período da Reforma.

Também é possível chegar ao topo da cúpula, ao longo de 270 degraus: daqui você pode admirar toda a cidade.

6. Memorial do Holocausto

Nosso guia sobre o que fazer em Berlim chega agora a uma das partes mais pesadas de toda a história da Alemanha.

A história da cidade está indelevelmente ligada aos eventos tristemente conhecidos da Segunda Guerra Mundial e do nazismo. É por isso que, no centro, está o Memorial do Holocausto, um monumento memorial dedicado aos judeus europeus que foram vítimas do Holocausto.

A área é coberta com 2.711 blocos de concreto de diferentes alturas, de 20 cm a quase 5 m. O resultado é uma estrutura labiríntica, estreita e quase irritante para quem a atravessa. Há também uma exposição permanente que visa resgatar algumas histórias de famílias judias.

O memorial é o auge das visitas guiadas nas pegadas do Terceiro Reich, recomendado para descobrir até mesmo os detalhes menos conhecidos da história do nazismo na Alemanha e na Europa.

7. Alexanderplatz e a Torre de TV

É a praça mais famosa e popular, tanto pelos berlinenses como pelos visitantes. A praça em si não pode ser considerada um exemplo de arquitetura esplêndida, ela é bastante confusa e agitada.

É também um centro importante para o tráfego da cidade: 20 linhas de ônibus e bonde passam por aqui. Ainda no local é possível conhecer a icônica Torre de Televisão, com 365 metros de altura e aberta aos visitantes até cerca de 200 metros de altura, a estrutura mais alta da Europa Ocidental.

8. Tiergarten

Tiergarten
Tiergarten

Como todas as grandes cidades, Berlim também possui seu próprio grande parque urbano, ideal para alguns momentos de relaxamento ao ar livre. O Tiergarten se estende por 210 hectares e inclui caminhos, lagos e grandes prados, também povoados por diferentes espécies de animais e plantas.

Os berlinenses o usam para correr e para passar algumas horas em descanso. Dentro do parque estão o famoso Zoológico de Berlim e a imponente Coluna da Vitória. O que fazer em Berlim? Depois de um tour agitado pela manhã, descanse até perto da primeira hora da tarde enquanto enche seus olhos com a beleza da natureza local.

9. Hamburger Bahnhof

É uma antiga estação ferroviária convertida em museu que abriga obras-primas da arte contemporânea. Aqui estão preservados muitos trabalhos de Andy Warhol e Roy Lichtenstein, mas também de Keith Haring, Anselm Kiefer e muitos outros. O Hamburger Bahnof também está incluído no Museum Pass, um cartão especial de 3 dias que abre as portas para todos os museus mais importantes da cidade.

O que fazer em Berlim pode ser respondido de diversas formas, mas separamos locais que temos certeza de que você irá amar conhecer. Siga nosso roteiro e aproveite sua viagem. Até a próxima!

Translate »