Piriápolis: Capital mística do Uruguai.

Piriapolis
Geral,

Piriápolis: Capital mística do Uruguai.

Conhecer a badala cidade de Punta del Este e não fazer uma visita até Piriápolis, seria um tremendo erro na agenda de viagem. Contaremos agora um pouco mais desse passeio pela mística cidade de Piriápolis, no Uruguai.

Localidade de Piriápolis e história da cidade.

Piriápolis está a 97 km de Montevidéu e foi fundada por volta de 1890, pelo comprador dessas terras, o alquimista Dom Francisco Piria. Já naquela época, Piria identificou a forte energia mística da região e desde o seu início, a cidade se tornou um polo turístico. Por aqui, vivem cerca de 8000 pessoas, mas no verão a ocupação da cidade dobra com os turistas.

Apesar de ter a fama de cidade mística, Piriápolis também é conhecida por seus lindos pores do sol, que fazem um fundo perfeito com o Rio da Prata, deixando no ar de cidade romântica que existe no local.

A fama de cidade misteriosa e que tem muita mística, pode ser explicada por sua geografia, já que o local é cercado por morros, montanhas e o mar – leia aqui Rio da Prata – sendo envolta assim por um abraço perfeito da natureza.

Geologia de Piriápolis

Piriápolis é um lugar maravilhoso para visitar, porque além de ser construída por um alquimista, cada lugar há algo diferente, algo místico, algo que se tem que descobrir.

Começando pela Ponte Negra, dá pra entender por que Dom Piria construiu a cidade; existem no local, algumas pedras que são únicas, são milenares e são pedras que só existem nesse lugar. Elas chegam a possuir 5 cores diferentes, 5 formatos de pedras que diferem entre si, mas que formam a mesma rocha.

São rochas da era do gelo, são muito antigas e foi uma das coisas que fez com que ele decidisse por comprar as terras e é claro, por causa de sua geografia, já que como alquimista, ele prezava pelo quartzo existente ali.

O lugar é tão único no mundo, que uma vez por ano, os geólogos de todos os países visitam este lugar para estudar essas pedras.

No pico da Estátua da Virgem, o mistério continua. As bússolas não funcionam por lá e contam os moradores, que o local foi colocado sobre a pedra angular de Piriápolis, do lado de uma Virgem, que vigiava a viagem dos pescadores, sem que eles precisassem desse instrumento para voltar pra casa, mas a explicação científica, é de que a estátua foi colocada numa faixa de magnetite, portanto tendo magnetite, as bússolas não funcionam, ou seja é um lugar neutro onde o norte e o sul não existem.

Piriapolis Gran Hotel
Piriapolis Gran Hotel

Um dos pontos a ser visitado também, é o Castelo de Piria, que foi a primeira obra que o fundador fez no local. O castelo é repleto de simbologias com o número 33, tendo 33 quartos e 33 torres. O mais misterioso nisso tudo é que Piria faleceu em 1933, sendo assim mais um lugar para se conhecer na cidade e desvendar esse mistério.

Por último, mas não menos importante, vale a pena caminhar pela orla do rio até o “mini-porto” de Piriápolis.

Lá é possível ver alguns leões marinhos e fazer um passeio pelo rio de catamarã, onde se percorre por toda costa da cidade e da para enxergar o Gran Hotel, que é uma obra prima de construção e foi tido como a porta principal de entrada para o esplendor da europa no Uruguai, já que foram trazidos móveis, pratos, tapete e outros acessórios, todos importados da Itália.

Então não há dúvidas de que, em pelo menos um dia de viagem por Montevidéu ou Punta del Este, é necessário passar por Piriápolis para conhecer um pouco do mistério e irreverência do charme que tem essa cidade, além de experimentar a famosa bebida que eles têm por lá, a hidromel… com toda certeza, essa cidade valerá muito a pena ser inclusa em um roteiro de viagem.